Creuza Maria Oliveira, presidenta da Fed. Nacional das Trabalhadoras Domésticas (Fenatrad) ganha Prêmio Direitos Humanos 2011 - Portal Geledés

Creuza Maria Oliveira, presidenta da Fed. Nacional das Trabalhadoras Domésticas (Fenatrad) ganha Prêmio Direitos Humanos 2011

 

 

creuza maria oliveira - fenatradCreuza Maria Oliveira, presidenta da Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas (Fenatrad) e e assessora do mandato da deputada Neusa Cadore, receberá no próximo dia 9 de dezembro de 2011, o Prêmio Direitos Humanos 2011.

A decisão foi tomada a partir de um processo seletivo através da Comissão de Julgamento, no dia 17 de novembro e ela foi escolhida para ganhar o prêmio na categoria Luta pelo Promoção da Igualdade Racial.

"Aproveitamos a oportunidade para parabenizá e agradecê-la pela atuação marcada pela consciência humanitária que, inevitavelmente, contribui para a ampliação da sensibilidade da sociedade brasileira sobre a necessidade do respeito aos Direitos Humanos", disse Fernanda Reis Brito, Coordenadora Nacional de Educação em Direitos Humanos ao anunciar o prêmio.

Creuza é integrante do Conselho Nacional dos Direitos da Mulher, mora em Salvador e tem diversos serviços prestados nas comunidades periféricas da cidade. Além disso, é uma das mobilizadoras do Sindicato das Trabalhadoras Domésticas do Estado da Bahia e militante do PT – Partido dos Trabalhadores e movimento negro – MMU.

*********

A Comissão de Julgadora da 17ª Edição do Prêmio Direitos Humanos elegeu na última semana as pessoas físicas ou jurídicas agraciadas em cada uma das categorias do Prêmio. Presidida pela ministra Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), a comissão é constituída por personalidades nacionais ou indivíduos com notórios serviços prestados à causa dos Direitos Humanos no Brasil.

O Prêmio Direitos Humanos é a mais alta condecoração do Governo Brasileiro a pessoas e entidades que se destacaram na defesa, na promoção e no enfrentamento e combate às violações dos Direitos Humanos no país.

O Prêmio busca contemplar a universalidade dos Direitos Humanos em suas diversas categorias. Neste ano, foram incluídas três novas categorias: Centros de Referência em Direitos Humanos, Garantia dos Direitos da População em Situação de Rua e Diversidade Religiosa.

Os agraciados receberão um certificado assinado pela presidenta da República, Dilma Rousseff e um troféu que representa as temáticas definidas e promovidas pela SDH. A cerimônia de entrega do Prêmio será realizada no dia 9 de dezembro, às 10 horas, no Palácio do Planalto, com a presença da presidenta.

Conheça os premiados de 2011:

1 – Dorothy Stang

Geralda Magela da Fonseca

2 – Educação em Direitos Humanos

Rita Gomes do Nascimento

3 – Mídia e Direitos Humanos

Agência da Boa Notícia Guajuviras

4 – Centros de Referência em Direitos Humanos

Centro de Defesa dos Direitos Humanos Marçal de Souza Tupã-i

5 – Enfrentamento à Pobreza

João Batista Frota

6 – Garantia dos Direitos da População em Situação de Rua

Anderson Lopes Miranda

7 – Enfrentamento à Violência

Patrícia Lourival Acioli

8 – Segurança Pública

Ricardo Brisolla Balestreri

9 – Enfrentamento à Tortura

Fórum da Luta Antimanicomial de Sorocaba (FLAMAS)

10 – Direito à Memória e à Verdade

Instituto Vladimir Herzog

11 – Diversidade Religiosa

Flávia da Silva Pinto

12 – Igualdade Racial

Creuza Maria Oliveira

13 – Igualdade de Gênero

Berenice Bento

14 – Garantia dos Direitos da População de LGBT

Carlos Augusto Ayres de Freitas Britto

15 – Santa Quitéria do Maranhão

Defensoria Pública do Estado do Pará

16 – Erradicação do Trabalho Escravo

Antonio José Ferreira Lima Filho

17 – Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente

Wanderlino Nogueira Neto

18 – Garantia dos Direitos da Pessoa Idosa

Maria Luíza Teixeira

19 – Garantia dos Direitos das Pessoas com Deficiência

Escola de Gente – Comunicação em Inclusão

20 – Garantia dos Direitos dos Povos Indígenas

Comunidade indígena Fág Nhim- Etnia Kaingang

21 – Categoria Livre

Antonio Augusto Cançado Trindade

A baiana Creuza está na listas dos premiados

 

 

 

Fonte: Universidade Livre Feminista

04/12/2011Portal Geledés